rainbow09: (Courage)
[personal profile] rainbow09
Parece ser um destino partilhado por todos os digimons leoninos desta franquia, a um ponto tal que já se tornou piada interna: por que raio todos os Leomons têm que acabar mortos? Digimon Adventure, Tamers, Savers, até mesmo Xros Wars... Há sempre um Leomon no obituário final.

Uma teoria minha (portanto, por confirmar) é que isto talvez seja um tributo da Toei Animation ao Osamu Tezuka.

Os fãs mais dedicados de manga provavelmente já ouviram falar dele. Este homem é conhecido como "o deus do manga" e o dia 3 de Novembro (data do seu nascimento) é tido inclusivamente como feriado nacional no Japão, o Dia do Manga, da Cultura e das Artes.

Osamu é tido como o génio que desenvolveu o manga enquanto género, da maneira como o conhecemos actualmente. Ele admirava muito os trabalhos do Walt Disney e esforçou-se por desenvolver uma "animação Japonesa" à sua maneira. Foi um dos fundadores da Toei Douga nos anos 40, o primeiro estúdio de animação japonesa (hoje conhecido como Toei Animation), e mais tarde decidiu fundar o seu próprio estúdio independente de anime, a Mushi Productions, sonhando em poder animar as suas próprias histórias (o estúdio teve algum sucesso, mas Osamu destacou-se muito mais como criador de manga do que de anime).

Os trabalhos mais conhecidos do Osamu são provavelmente: Tetsuwan Atom (Astro Boy) e Jungle Taitei (O Imperador da Selva). Jungle Taitei conta-nos a história de um jovenzinho leão branco chamado Leo.

Tudo começa com Panja, o pai de Leo, um leão forte e corajoso que protege a selva e os seus animais da raça humana e qualquer ameaça exterior. Um dia, dois caçadores furiosos tentam capturá-lo e livrar-se dele de uma vez por todas, capturando a sua amada Eliza para forçá-lo a ir salvá-la. Panja cai na armadilha e morre, enquanto a pobre leoa Eliza, grávida, é posta num navio para ser levada a um jardim zoológico.

Leo nasce a bordo do navio e Eliza ensina-lhe tudo o que ele precisa de saber sobre o seu pai e a função dele como rei da selva. A nobre leoa sente que uma tempestade terrível comeraçá para breve e decide enviar o Leo de volta à selva, forçando-o a passar pelas barras de metal da jaula e a abandonar o navio. Ela morre quando o navio naufraga, por causa da tempestade, mas Leo consegue aprender a nadar, desesperado, e por um triz consegue safar-se.

Leo vive muitas aventuras depois disto. É criado por humanos (tratadores de animais) para ser libertado e devolvido à selva quando finalmente crescido o suficiente para viver sozinho. Leo vai ter que provar ao reino animal que é filho do Panja e o herdeiro legítimo do trono. Na selva, luta contra um leão malvado, o Bubu, para poder salvar a sua amiga leoa Lyre. Enquanto isto, Leo aprende da maneira mais difícil que deve ser compreensivo e buscar a paz, em vez de tentar procurar o respeito dos outros pela força. Torna-se assim um verdadeiro rei, respeitado por todos os animais. Ele casa com Lyre e tem dois filhotes com ela.

O final da história do Leo é bastante trágica. O jovem leão sacrifica-se heroicamente para salvar o humano que o criou, um dos seus melhores amigos, quando aquele fica preso no meio de uma perigosa tempestade de neve sem provisões e sem aquecimento, perdido na montanha selvagem. Leo oferece a sua própria carne para ele comer e o seu próprio pêlo para o aquecer, morrendo como um verdadeiro símbolo de bravura, altruísmo e lealdade.

Se quiserem ver como o Leo morre, podem visitar este link (as vozes japonesas têm uma performance soberba; nem sou de chorar com filmes mas a forma como orquestraram esta parte é bastante emotiva, principalmente para quem acompanha a história desde o início…)

Talvez conheçam esta história com outro nome: Kimba o Leão Branco. É a mesma animação/manga que inspirou o Rei Leão da Disney. Houve até um caso judicial levantado pelos netos do Osamu que acusavam o filme de plágio; perderam a causa no tribunal porque o juiz achou que no geral os filmes tinham diferenças demasiado significativas. Alguns fãs sentem que a Disney atraiçoou Osamu se considerarmos o amor que ele tinha pelos filmes do Walt Disney. Pessoalmente, e a julgar pela maneira como o Osamu valorizava a paz e a compreensão mútua nos seus trabalhos (por influência das dores vividas durante a trágica 2ª Guerra Mundial) nem acho que ele ficasse muito zangado...

Kimba é o nome da versão dobrada. O nome japonês e original do protagonista é Leo, havendo um certo paralelismo com o nome do Leomon. Mas acho que a evidência mais forte é a linha evolutiva natural do Leomon, que evolui para Panjamon, que é basicamente um Leomon todo branco. Se o nome "Leo" pode suscitar algumas dúvidas, o mesmo não acontece com o nome "Panja", que é um nome demasiado incomum e referência óbvia ao pai do Leo, que sacrificou-se para salvar Eliza.

Sobre Leões e Sacrifícios

Date: 14/9/15 15:41 (UTC)
From: [personal profile] natizilda
Esse tema de sacrifício e morte relacionados ao Leomon me lembrou muito o tema abordado em Nárnia por - exato - Aslam, o grande leão da história. Aslam aceita se sacrificar para proteger uma das crianças que seria posta em julgamento por traição. Esse sacrifício o permite voltar à vida, fazendo uma alusão também a Jesus Cristo (Aslam nada mais é que um Jesus peludo mas ok). Tanto no Adventure quanto no Tamers Leomon acaba se sacrificando pelo grupo ao invés de morrer por fatalidade. Não faço ideia se Aslam também foi uma inspiração, mas fica aí o pensamento. XD

Perfil

rainbow09: (Default)
Rayana

Bem-vind@!

O Jornal Rainbow 09 é um blog pessoal focado em conteúdos de Digimon, em especial de Adventure.

Aqui encontram as minhas opiniões pessoais, traduções de CD Dramas, doujinshis, imagens, reflexões e os delírios típicos de qualquer fã~

◉ Todas as fanarts publicadas no blog são arquivadas no meu site:

◉ Podem encontrar-me também no tumblr, no twitter, na deviantart e eventualmente no pixiv.

◉ Movi as minhas fanarts e traduções de Kuroko no Basuke para [personal profile] shadow09

Últimos Posts

Page generated 25/09/2017 02:26
Powered by Dreamwidth Studios