rainbow09: (Default)
Estou totalmente passada!!! QUASE fiz uma directa esta noite, porque passei horas a devorar uma fanfic completamente extasiante! Dormi apenas duas horas, mas porra... não me arrependo de um segundo do tempo que dediquei a lê-la!


Fanfic: "Reboot" (click to read)
Autora: [info]schnickledoogr
Anime: Digimon
Genre: Angst, Amizade
Tipo: Continuação
Sinopse: Um segundo de hesitação, a tragédia aconteceu. Depois que Taichi sofre um acidente muito grave na Digital World, perdendo a memória, os escolhidos regressam ao mundo digital para acabar com o digimon que os atacou e que os força a enfrentar os demónios mais recôndidos das suas mentes. Uma história sobre amizade e perdão. Centrada em Taichi, Yamato e Sora.

Acreditem, esta é uma leitura que qualquer fã vai amar, no mínimo. Por favor, leiam! Não se vão arrepender!

O comentário que deixei no jornal da autora com certeza deve ter-lhe inchado o ego. Mas ela que me perdoe Quando gosto de uma coisa, tenho que dizer que gostei!

O mais interessante é a forma como os pequenos detalhes que ficaram em suspenso no anime, são aqui explorados de forma a constituir parte da trama principal. Nesta fanfic, os digimons não são apenas criaturas que lutam.  São monstros que possuem uma carga digna de significado, porque representam mais do que aparentam. Aqui, são uma representação das esperanças e dos pesadelos do ser humano.

Satisfiz-me muito com a forma como a relação digimon+humano foi explorada. O facto da derrota de Miasmamon (do grego miasma) ser apenas possível com base numa atitude de afastar pensamentos negativos da mente... é uma mensagem bastante digna a passar a um leitor. Vivemos num mundo onde cada vez mais pessoas usam este tipo de metáfora: a de que somos nós quem criamos os nossos monstros, e tendemos a pensar que vale a pena mergulhar no nosso ego, tendo pena de nós e alimentando as nossas desgraças, como se isso resolvesse alguma coisa... quando, na verdade, só piora.

Trata-se de uma teoria que estou farta de mastigar, mas da qual me esqueço, às vezes, nos atropelos do dia-a-dia. No mínimo, tenho que agradecer à autora da fanfic pela deliciosa oportunidade de reflexão. Não é que a história seja uma obra prodigiosa; a narrativa é relativamente curta, com personagens predefinidos oriundos de uma série famosa (não havendo a maldita coisa que os artistas renomeados gostam de sobrevalorizar... essa tão desgraçada e sobrestimada "originalidade" - seja lá o que isso for... da forma como é idealizada, anyway), e a simbologia não é nada de muito difícil de perceber.

O discurso e as referências ao anime são transparentes. Mas é esta simplicidade que tenho de elogiar, pela capacidade de explorar temas clássicos de forma moderna e sem constrangimentos. Temos muito mais do que o incómodo tema da amnésia e das questões em torno da identidade do sujeito. Aqui, temos a pouco poética imagem do protagonista depois de um acidente. A descrição é chocante. Vemos Taichi caído no chão com ângulos de perna engraçados e uma sugestiva poça de sangue debaixo dele, por causa da queda violenta que sofreu... e que porra! Isto não tem nada de aristotélico. É horrorosamente belo, porque não há sinestesias; não há a projecção de uma ideia "suavizada" de violência. É a horrorosa realidade da violência, tal como ela é. É a triste realidade que pode acontecer com qualquer um de nós.

A fic sugere um clique mental, para que se perceba como é necessário fazer o leitor franzir o sobrolho, arrepiá-lo, fazê-lo respirar fundo... para que seja desafiado a ter a corajosa atitude de decidir continuar a leitura. Aquele que simplesmente desviar o olhar, fechando a janela parar desistir de ler a fic... talvez seja uma pessoa que precisa de reflectir seriamente sobre a sua postura na vida. Muitas pessoas gostam de fugir do real, e não gostam da ideia de serem defrontado com a realidade, quando estão a ler sobre um mundo de ficção - uma realidade virtual - onde um autor simula emoções com pessoas a fingir. Ora... nenhuma história decente pode resumir-se a isto. Digimon pode ser um anime para crianças e que fala do tema do digital , mas convenhamos: todos os temas que ele aborda são de um horroroso potencial bem verdadeiro: a morte, o divórcio, a doença, até à incómoda imagem da guerra...

Depois de ler a fic, fiquei honestamente extasiada. Fiquei alegre, pelo facto da história ter terminado de forma ambígua, sem um final necessariamente feliz ou infeliz. Fiquei entusiasmada, porque quando cheguei ao final, o meu coração estava pesado... e a minha mente, cheia de pensamentos.

Que refrescante...!

rainbow09: (Default)
Acho que às vezes, algumas pessoas ficam aborrecidas comigo, porque sou extremamente exigente com as fanfics que leio.

Concordo que fanfics usufruem de um estatuto de liberdade que é agradável, e incentiva os mais jovens a escrever. Mas também acho que devemos reconhecer e dar mais valor àquelas fanfics que fazem justiça ao género, e são tão boas, que chegam até a ser melhores do que a obra original.

Quando uma pessoa escreve, acredito que é importante ter um pouco a consciência da responsabilidade que representa dar a ler alguma coisa a alguém. Tudo o que lemos influencia o nosso comportamento. Acho que o género "Fanfic" não devia ser tratado de forma tão pobre e escrota como tem sido tratado. 90% das fanfics que existem são tão vergonhosamente mal escritas, que eu não censuro as inúmeras críticas que fazem ao estilo, dizendo que hoje em dia "qualquer palhaço escreve um livro"...

Trago-vos uma fanfic que eu considero um exemplo, e uma leitura quase obrigatória a todos os fãs de digimon que prezam fanfics com boa qualidade. O conteúdo é um pouco pesado e mesmo algo incómodo. É por isso que a considero tão boa.


Fanfic: "Coming Undone"
Author: Ris Fallon
Anime: Digimon
Genre: Angst, Hurt, Comfort
Tipo: Continuation (AU)
Characters: Taichi, Hikari, Daisuke, etc.

“We need to get to the hospital,” Taichi said tersely. Sora shot him a quick glance, and saw his left hand was gripping the door handle so tightly his knuckles were white in the semi-darkness. He was biting his cheek, she could tell. And his other fist was clamped tight on his lap. “In Hiroshima.”

“Hiroshima,” Yamato exclaimed questioningly. But he didn’t wait, nor seem to expect, an answer as he suddenly switched lanes. He mumbled a curse under his breath as some impatient driver demonstrated a very rude signal with his hand. Thus was Tokyo in rush hour...or rather, that was driving in Tokyo. “Who’s there?”

“...” Taichi was silent. But when Sora opened her mouth to answer for him, he shook his head and covered her hand lightly with his. If it weren’t for the amount of space between them, it could have been an accident. She was glad Yamato’s vision was impaired both by the darkness and by his own choice not to see anything. Ever since their break-up two months ago, inspired largely by Sora’s dislike of the crowds of girls always surrounding him and a growing gap in interests. She was glad he was at least trying to be friends like they always had been. Unfortunately, she feared another rift had developed between he and Taichi, who still wasn’t entirely sure she was over him.

“Do you want me to—,” she began, but he only shook his head again. This was his demon, she realized. It was something he needed to come to terms with, and her helping... really wasn’t helping him at all, but rather made it worse.

“No. It’s okay. It’s...” His hand over hers was trembling, almost as though he were cold. But the night was muggy despite the rain, so Sora knew it was really fear and anguish that made him shake. “...Hikari,” he finally said in a low voice. “And my mom and dad.”



A fanfic é Boa... mesmo MUITO boa!
Ela não é apenas uma história que serve de entretenimento. É uma fic que faz reflectir sobre a nossa relação com os nossos familiares, e fala sobre tragédias que podem acontecer com qualquer pessoa: um acidente de carro, que de repente, muda toda a nossa vida...

Acho genial a forma equilibrada como a autora dedica um capítulo a cada personagem, sem discriminar ninguém. Para terem uma ideia: o meu capítulo favorito é narrado na perspectiva do Iori, quando ele vê a mãe a dormir na cozinha, exausta. A descrição é tão bonita e trágica, que realmente chega a emocionar...

Esta é uma história que nos faz reflectir sobre a morte. Acho que a morte é hoje em dia, o Novo Grande taboo na nossa sociedade (antigamente, era o Sexo): ninguém quer falar disso... ninguém quer pensar nisso... por isso, ninguém sabe exactamente como reagir, quando a morte acontece. Até mesmo o "Luto" tornou-se numa tradição muito pobremente aceite nos nossos dias.

Fascinante saber que ainda há fanfics assim. Trata de um assunto que diz respeito a todos nós, usando um personagem que é querido à grande maioria dos fãs de Digimon Adventure: o nosso Taichi. Faz-nos enfrentar o facto de que nada nem ninguém é eterno.

Espero mesmo que a escritora continue a escrever e que consiga levar a fic até ao fim. =)
rainbow09: (Default)
Estou a ler mais uma fanfic de Digimon... Esta eu recomendo! Ainda só vou no capítulo 4, mas estou a adorar a história até agora. Sério... apesar de ser um drama, eu farto-me de rir com isto! xD

É exatamente o tipo de fanfics que curto. Para uma fanfic de universo alternativo, a história não está nada má. Depois comento alguma coisa, quando a terminar de ler. Para já posso adiantar que estou a adorar as personalidades do Taichi, Yamato e Daisuke em geral. Nestes últimos parágrafos que li, o Taichi ficou um bocado sinistro, mas... gostei, e vou continuar.


Fanfic: "Black Rose" (click to read)
Author: Tyson FoxFlame
Anime: Digimon
Genre: Romance, Drama
Tipo: A.U. Alternative Universe
Characters: Taichi, Yamato & Daisuke

"A few weeks had gone by since that day that Yamato became Matt. It was a struggle at first to get him to open up and be sociable, but nothing Tai and Daisuke couldn’t handle. Shoving him into awkward situations seemed to be their favorite way of making him socialize. Slowly but surely, a lot of their schoolmates came to realize that the quiet blond boy wasn’t some rabid monster that would attack on movement but instead a rather interesting, unique, and well, basically, he was just one of them.

Naturally, it was all thanks to Tai. He had been the only one brave enough (or dumb enough, depending on how you looked at it) to approach Matt and attempt to mold him. Mold him he did. He had created something that no one had ever seen before, not even Matt himself. He had created his true personality. This pleased Matt highly and he began to get closer to Tai, letting him become better friends with him. For the first time in a long while, Matt was beginning to feel accepted in the scenes around him. It almost felt too good to be real and perhaps it was, but he didn’t mind, just so long as he didn’t wake up."

 

[edit]
(25 Março 3:41 a.m.)

Capítulo 10!! Wow! A fic é muito maior do que eu pensava; os capítulos são ENORMES!! E a qualidade é também MAIOR do que eu pensava. Quero continuar, mas amanhã tenho de me levantar às 7 horas. shit!

[edit]
(26 Março 0:47 a.m.)
Casual yaoi my ass! HOLY SHIT!!! o.0 A história desta fic é um pedaço de ouro... e ainda tem sexo oral de brinde! Acabei o capítulo 13 e vou imediatamente saltar para o 14! xDD

[edit]
(26 Março 3:14 a.m.)
DIVINAL! Terminei a fanfic! É uma das melhores fanfics que eu já li! Muito boa, e completamente viciante!
O final é deprimente, mas... pwp, foi exatamente isso que tornou a fic ÉPICA. xD

Way to Go! 5 stars!

Perfil

rainbow09: (Default)
Rayana

Bem-vind@!

O Jornal Rainbow 09 é um blog pessoal focado em conteúdos de Digimon, em especial de Adventure.

Aqui encontram as minhas opiniões pessoais, traduções de CD Dramas, doujinshis, imagens, reflexões e os delírios típicos de qualquer fã~

◉ Todas as fanarts publicadas no blog são arquivadas no meu site:

◉ Podem encontrar-me também no tumblr, no twitter, na deviantart e eventualmente no pixiv.

◉ Movi as minhas fanarts e traduções de Kuroko no Basuke para [personal profile] shadow09

Page generated 19/10/2017 21:47
Powered by Dreamwidth Studios